Imediato

Andava há uns tempos com este tema na cabeça mas foi um texto que encontrei, por entre escombros da antiga fábrica de cereais da Ceres em Caldas da Rainha, onde agora tenho o meu atelier, que despoletou este post. A aprendizagem deve ser centrada no fazer, sendo a teoria consequência explicativa da experiência ganha.

Existe uma certa essência lambida em coisas premeditadas. Mastigar e fustigar um pensamento antes que ele se concretize, quer num texto quer numa imagem, fá-lo perder a força da sua origem. Pre-meditar, meditar antes de uma coisa acontecer torna o Mundo um cálculo de aritméticos.  No imediato está o presente dos que fazem. Enquanto que será certamente necessário permanecer algum tempo absorto num pensamento para o desafiar a ir mais além, uma ideia não consegue subjugar, pela sua força imanente, e consequentemente obter a legitimização necessária sem ser exposta de forma espontânea. Sem pensar. Não penses, faz! resolve muitas das dúvidas existenciais de um criador. Passar a agir sobre o feito, sem que as conjecturas atinjam aquela materialidade própria do que só existe fora da cabeça. Em processos criativos, especialmente onde o  fim é um objecto físico, a experiência conduz.

O prazer do fazer também ultrapassa a satisfação da contemplação.

Somos todos fruto de um ensino expectante, que nos obriga a ficar em intervalos de uma hora caladinhos a ouvir até que nos seja dada a palavra ou imposta uma resposta. Célestin Freinet propôs um ensino baseado na experiência, no aprender fazendo. O seu método pedagógico estava apoiado nas Invariantes, directerizes que se mantinham dogmáticas independemente do lugar, do indivíduo e do contexto. Para consulta na wikipedia. Aprecio especificamente esta:

” 13. As aquisições não são obtidas pelo estudo de regras e leis, como às vezes se crê, mas sim pela experiência. Estudar primeiro regras e leis é colocar o carro na frente dos bois.”

A experiência adquirida surpassa a ensinada. A arte do ofício parece simples a quem a define por meio de regras e processos terminológicos. Só fazendo se ultrapassa esse ensinamento. Tenho tentado manter este empirismo nas coisas que faço, e nos processos que conduzo. Espero que possa ajudar a colegas criativos.

Anúncios

Autor: sellmayer

Paulo Sellmayer is a portuguese/german designer based in Leiria, Portugal. He is the creative director at VICARA and holds his own office.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s